Islão e Alcorão
Al Maidah 5/27

Al Maidah 5/27

Al Maidah 5/27

Conta-lhes a história dos dois filhos de Adão em verdade: Um dia fizeram oferenda[¹], foi aceita a de um, não foi aceita a do outro. Disse aquele cuja oferenda não foi aceita: “Certamente, te matarei!” O irmão dele disse: Deus aceita apenas dos que se protegem dos erros.

وَاتْلُ عَلَيْهِمْ نَبَاَ ابْنَيْ اٰدَمَ بِالْحَقِّۢ اِذْ قَرَّبَا قُرْبَانًا فَتُقُبِّلَ مِنْ اَحَدِهِمَا وَلَمْ يُتَقَبَّلْ مِنَ الْاٰخَرِۜ قَالَ لَاَقْتُلَنَّكَۜ قَالَ اِنَّمَا يَتَقَبَّلُ اللّٰهُ مِنَ الْمُتَّق۪ينَ

Al Maidah 5/27
[¹]

Depois teve outro filho, Abel. Abel tornou-se pastor de gado, enquanto Caim trabalhava na terra.Quando chegou o tempo da colheita, Caim trouxe ao SENHOR uma oferta feita de produtos da terra. Abel fez o mesmo, mas com os primogénitos e melhores do seu gado. E o SENHOR agradou-se de Abel e da sua oferta; mas não de Caim nem da sua oferta. Este, em consequência, ficou muito dececionado e irritado. O seu aspeto alterou-se, por causa do ódio que sentia. “Porque é que estás furioso?”, perguntou-lhe o SENHOR. “Porque estás assim alterado? Se fizeres o bem, serás bem aceite e serás feliz. Se agires mal e não obedeceres, toma atenção, porque o pecado está à espera para poder atacar-te, e o seu desejo é destruir-te. No entanto, está na tua mão poder dominá-lo.”

(Gênesis 4/27)
E, recita, Muhammad, para eles, com a verdade, a história dos dois filhos de Adão¹ quando fizeram ambos oferenda a Allah, e foi aceita a de um deles, e não foi aceita a do outro. Disse este: "Certamente, matar-te-ei." Disse aquele: "Allah aceita, apenas, a oferenda dos piedosos.
 (Dr. Helmi Nasr, 2015)

[¹] Dois filhos de Adão: Caim e Abel. Vide Gênese IV
E conta-lhes (ó Mensageiro) a história¹ dos dois filhos de Adão², quando apresentaram duas oferendas; foi aceita a de um e recusada a do outro. Disse aqueles cuja oferenda foi recusada: Juro que te matarei. Disse-lhe (o outro): Deus só aceita (a oferenda) dos justos.
 (Prof. Samir El Hayek, 1974)

[¹] Literalmente, "conta-lhes, em verdade, a história" etc.. O ponto é que a história, no Gênesis, 4:1-15, constitui uma narrativa estéril, não estando incluídas, lá, as lições aqui encerradas. É então dito ao Mensageiro que propicie a veracidade da questão, os detalhes que reforçarão as lições.

[²] Os dois filhos de Adão eram Habil (em português, Abel) e Cabil (em português, Caim). Caim era o mais velho e Abel o mais novo — o justo e inocente. Presunçoso, e por se mais velho, Caim estava cheio de arrogância e ciúme, o que fez com que cometesse o crime de assassinato. Entre os cristãos, Caim era o tipo do judeu, em contraposição a Abel, o cristão. O judeu tentando matar Jesus e acabar com o cristão. Do mesmo modo, em contraposição a Mohammad, o irmão mais velho da família semítica, Caim era o tipo das pessoas do Antigo e do Novo Testamento, as quais tentavam resistir e matar Mohammad e subjugar o seu povo.
E conta-lhes a história dos dois filhos de Adão quando fizeram oferendas. A oferenda de um deles foi aceita, a do outro foi rejeitada. O da oferenda rejeitada disse ao outro: “Matar-te-ei.” E esse replicou: “Deus aceita as oferendas dos piedosos.
(Mansour Challita, 1970)
E contai-lhes verdadeiramente a história dos dois filhos de Adão, quando cada um deles fez uma oferenda, e ela foi aceita de um deles e não foi aceita do outro. E este disse, ‘Eu com certeza te matarei'. E aquele respondeu, 'Allah aceita apenas dos justos'.
 (Iqbal Najam, 1988)
5- Sura Al Ma'idah

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

Most Viewed Posts