Islão e Alcorão
Al Maidah 5/70

Al Maidah 5/70

Al Maidah 5/70

Recebemos a promessa dos filhos de Israel, enviamos mensageiros a eles. Sempre que um mensageiro trazia algo que eles não gostavam, desmentiam a uns, e matavam outros[¹].

لَقَدْ اَخَذْنَا م۪يثَاقَ بَن۪ٓي اِسْرَٓاء۪يلَ وَاَرْسَلْنَٓا اِلَيْهِمْ رُسُلًاۜ كُلَّمَا جَٓاءَهُمْ رَسُولٌ بِمَا لَا تَهْوٰٓى اَنْفُسُهُمْۙ فَر۪يقًا كَذَّبُوا وَفَر۪يقًا يَقْتُلُونَ

Al Maidah 5/70
[¹] Deus ajuda Seus mensageiros e os protege de seus inimigos (Al Maidah 5/67, Yunus 10 / 102-103, Al Anbiya 21 / 7-9, As Saffat 37 / 171-173). Existem mensageiros que não são profetas (Ach Chuara 26/106, 123, 141, 176), mas, como todo profeta também é um mensageiro, matar profetas e mensageiros é matar sua profecía. Um dos significados básicos da palavra matar / قتل nos versos relevantes é izlâl (Mufredât), ou seja, difamação. Os judeus dizem que mataram Jesus (An Nissa 4/157). Os cristãos também baseiam seus sistemas na afirmação de que Jesus saiu de sua tumba três dias após sua crucificação e foi sepultado, e apareceu a seus 11 apóstolos na Galileia (Mateus 28 / 16-20). A Bíblia é o livro que Deus enviou a Jesus (Al Maidah 5/46). As palavras sobre sua vida após a morte não podem ser bíblicas. As afirmações de que João foi morto também estão incluídas em alguns Evangelhos (Mateus 14 / 3-12, Marcos 6 / 17-29). O Alcorão menciona que esses dois profetas morreram, não que foram mortos, e afirma que eles estavam em total segurança no dia em que morreram (Maryam 19/15 e 33). Os esforços para matar as personalidades das pessoas que os convidam a se comportar honestamente como os profetas continuam hoje como no passado (Al Imran 3 / 21-22). Deus prometeu salvá-los também (Al A’raf 7 / 163-166, Hud 11/116).

Com efeito, firmamos a aliança com os filhos de Israel e lhes enviamos Mensageiros. Mas cada vez que um Mensageiro lhes chegava, com aquilo
pelo que suas almas não se apaixonavam, eles, a um grupo desmentiam e a um grupo matavam.
 (Dr. Helmi Nasr, 2015)
Havíamos aceito o compromisso dos israelitas, e lhes enviamos os mensageiros. Mas, cada vez que um mensageiro lhes anunciava algo que não satisfazia os seus interesses, desmentiam uns e assassinavam outros.
 (Prof. Samir El Hayek, 1974)
Fizemos outrora uma aliança com os filhos de Israel e enviamos- lhes Mensageiros. Mas cada vez que um Mensageiro lhes trazia o que se opunha às inclinações de suas almas, a uns desmentiam, e outros matavam.
(Mansour Challita, 1970)
Por certo, Nós aceitámos um pacto dos filhos de Israel, e Nós lhes enviamos Mensageiros. Mas cada vez que um Mensageiro a eles veio com o que o seu coração não desejava, eles os ameaçaram como se fossem mentirosos, e a alguns procuraram matar.
 (Iqbal Najam, 1988)
5- Sura Al Ma'idah

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

Posts

Most Viewed Posts