Islão e Alcorão
Humanos Conhecem a Deus

Todos os Seres Humanos Conhecem a Deus

Um recém-nascido não tem conhecimento. Deus, Glorificado seja, diz:

وَاللَّهُ أَخْرَجَكُمْ مِنْ بُطُونِ أُمَّهَاتِكُمْ لَا تَعْلَمُونَ شَيْئًا وَجَعَلَ لَكُمُ السَّمْعَ وَالْأَبْصَارَ وَالْأَفْئِدَةَ ۙ لَعَلَّكُمْ تَشْكُرُونَ 

Allah vos extraiu das entranhas de vossas mães, desprovidos de entendimento, proporcionou-vos os ouvidos, as vistas e os corações, para que Lhe agradecêsseis.”

An Nahl 16:78

O Deus Todo-Poderoso decreta o seguinte sobre aqueles que ocultam¹ (sua fé):

الَّذِينَ يَنْقُضُونَ عَهْدَ اللَّهِ مِنْ بَعْدِ مِيثَاقِهِ وَيَقْطَعُونَ مَا أَمَرَ اللَّهُ بِهِ أَنْ يُوصَلَ وَيُفْسِدُونَ فِي الْأَرْضِ ۚ أُولَٰئِكَ هُمُ الْخَاسِرُونَ 

Os depravados são aqueles que o pacto com Deus, após havê-lo firmado, cortam o que Deus ordena estar unido² e semeiam a corrupção na terra. Esses são os perdedores.

Al Bácara 2:27

Como nascemos sem saber de nada, devemos aprender quando fizemos o convênio mencionado acima. Os versos seguintes acrescentam maior importância ao assunto:

وَلَا تَكُونُوا كَالَّذِينَ تَفَرَّقُوا وَاخْتَلَفُوا مِنْ بَعْدِ مَا جَاءَهُمُ الْبَيِّنَاتُ ۚ وَأُولَٰئِكَ لَهُمْ عَذَابٌ عَظِيمٌ. يَوْمَ تَبْيَضُّ وُجُوهٌ وَتَسْوَدُّ وُجُوهٌ ۚ فَأَمَّا الَّذِينَ اسْوَدَّتْ وُجُوهُهُمْ أَكَفَرْتُمْ بَعْدَ إِيمَانِكُمْ فَذُوقُوا الْعَذَابَ بِمَا كُنْتُمْ تَكْفُرُونَ 

Não sejais como os que se dividiram caindo em discórdia depois de lhes terem chegado as evidências. São eles que merecem um grande castigo. No dia em que certos rostos resplandecerão e outros enegrecerão. Se diz o seguinte, àqueles, cujos rostos enegrecerem: “Tornastes incrédulos depois de terdes crido, não é?” Experimentai então, o castigo pelo que tornastes incrédulos.

Ál Imran 3:105106

A palavra “kafir” é definida como “quem esconde”. O verso diz que o kafir merece a punição porque; ele esconde a fé que ele tem. Isso significa que, embora todos tenham fé, o que é correto de acordo com seus próprios critérios, algumas pessoas se desviam.

Aprendemos nos seguintes versículos os tempos em que essa fé é adquirida e quando as pessoas fazem um juramento a Deus:

وَإِذْ أَخَذَ رَبُّكَ مِنْ بَنِي آدَمَ مِنْ ظُهُورِهِمْ ذُرِّيَّتَهُمْ وَأَشْهَدَهُمْ عَلَىٰ أَنْفُسِهِمْ أَلَسْتُ بِرَبِّكُمْ ۖ قَالُوا بَلَىٰ ۛ شَهِدْنَا ۛ أَنْ تَقُولُوا يَوْمَ الْقِيَامَةِ إِنَّا كُنَّا عَنْ هَٰذَا غَافِلِينَ أَوْ تَقُولُوا إِنَّمَا أَشْرَكَ آبَاؤُنَا مِنْ قَبْلُ وَكُنَّا ذُرِّيَّةً مِنْ بَعْدِهِمْ ۖ أَفَتُهْلِكُنَا بِمَا فَعَلَ الْمُبْطِلُونَ وَكَذَٰلِكَ نُفَصِّلُ الْآيَاتِ وَلَعَلَّهُمْ يَرْجِعُونَ 

De quando o teu Senhor extraiu das entranhas dos filhos de Adão os seus descendentes e os fez testemunhar contra si próprios, dizendo: Não sou o vosso Senhor? Disseram: Sim! Testemunhamo-lo!  Fizemos isto com o fim de que no Dia da Ressurreição não dissésseis: Não estávamos cientes.
Ou não dissésseis: Eram nossos pais que se juntaram a outros antes, e nós, sua descendência, seguimo-los. Exterminar-nos-ias, acaso, pelo que cometeram os fúteis? Assim elucidamos os versículos, a fim de que desistam. 

Al-A’raf 7:172-174

Este incidente, comumente conhecido como “a lastu birabbikum”, é a ocorrência que o ser humano reconhece claramente e admite a existência e a unidade de Deus. O versículo informa que esse incidente ocorre quando os descendentes são extraídos das entranhas dos filhos de Adão.

O ser humano faz observações mesmo quando criança e começa a perceber que todos os seres possuem um dono e criador. Então ele faz muitas perguntas para as pessoas ao seu redor. No final ele compreende que o dono de todos os seres é Deus.

Durante suas observações, é como se Deus estivesse perguntando: “Não sou o vosso Senhor?”
E ele/ela responde com firmeza: “Sim, você é meu Senhor e eu testemunho isso.”

Extrair das entranhas dos filhos de Adão os seus descendentes” significa as sementes que fornecem a reprodução do humano. Este é o estágio em que ele é capaz de ter um filho, ou seja, a puberdade. O juramento que está sendo tomado nesse estágio significa que, o ser humano toma uma decisão firme naquele momento. Desde que as observações são realizadas até a morte, incidentes semelhantes se repetem. Portanto, todo humano compreende que Deus existe e é um, e Ele é o criador de todos os seres, e não há iguais a ele.

É Deus com quem as pessoas se juntam aos outros. Uma pessoa que conhece a existência e a unicidade de Deus não pode encontrar uma desculpa para unir-se a outras pessoas com Ele; então, ele não pode dizer o seguinte no seguinte:

أَوْ تَقُولُوا إِنَّمَا أَشْرَكَ آبَاؤُنَا مِنْ قَبْلُ وَكُنَّا ذُرِّيَّةً مِنْ بَعْدِهِمْ ۖ أَفَتُهْلِكُنَا بِمَا فَعَلَ الْمُبْطِلُونَ 

Eram nossos pais que se juntaram a outros antes, e nós, sua descendência, seguimo-los. Exterminar-nos-ias, acaso, pelo que cometeram os fúteis?

Al-A’raf 7:173

A puberdade é importante na vida do ser humano. A responsabilidade religiosa começa nesse momento. Mesmo que pais ou outros digam o contrário, um humano na puberdade testemunha que Allah é um e só; e Ele é o Dono e Senhor de si mesmo e todos os outros seres. Algumas pessoas revelam isso, enquanto outras só admitem isso em caso de incidentes significativos. A maioria das pessoas supõe que essa quantidade de fé é suficiente para ele. Este é um truque do diabo. Allah, Glorificado seja, diz:

وَلَايَغُرَّنَّكُمْبِاللَّهِالْغَرُورُ

Não deixem o sedutor vos iluda, acerca de Allah!

Lucman 31:33

A questão é em qual ordem de prioridade Deus é colocado na vida do ser humano. Aqueles que se juntam a outros com Deus são aqueles que colocam o segundo Deus. Eles deificam a si mesmos ou a outros e os colocam em uma posição semelhante à de Deus, pois não querem que Deus interfira neles. No entanto, todos eles sabem que não há nenhum semelhante a Deus. Então, eles se tornam os “Que violam o pacto com Allah, depois de o terem concluído; separam o que Allah tem ordenado manter unido e fazem corrupção na terra.”

Como o ser humano deve tudo a Deus, Seus mandamentos devem estar no primeiro escalão. O que é ordenado para ser unido é isso. Se Ele é colocado em outro lugar, outros que são colocados entre o humano e Deus desconectam a relação do homem com Ele. Isso faz com que humanos se unam a outros com Deus.

O Alcorão inclui exemplos para todos. Allah, Glorificado seja, diz:

وَلَقَدْ ضَرَبْنَا لِلنَّاسِ فِي هَٰذَا الْقُرْآنِ مِنْ كُلِّ مَثَلٍ لَعَلَّهُمْ يَتَذَكَّرُونَ

Expomos aos homens, neste Alcorão, toda a espécie de exemplos, para que meditem.”

Az Zúmar 39:27

O exemplo desta questão é Abraão (as). Os versos a seguir apresentam como Abraão, uma criança criada em uma família politeísta, toma sua decisão sobre a unidade, poder e autoridade de Deus:

وَإِذْ قَالَ إِبْرَاهِيمُ لِأَبِيهِ آزَرَ أَتَتَّخِذُ أَصْنَامًا آلِهَةً ۖ إِنِّي أَرَاكَ وَقَوْمَكَ فِي ضَلَالٍ مُبِينٍ وَكَذَٰلِكَ نُرِي إِبْرَاهِيمَ مَلَكُوتَ السَّمَاوَاتِ وَالْأَرْضِ وَلِيَكُونَ مِنَ الْمُوقِنِينَ فَلَمَّا جَنَّ عَلَيْهِ اللَّيْلُ رَأَىٰ كَوْكَبًا ۖ قَالَ هَٰذَا رَبِّي ۖ فَلَمَّا أَفَلَ قَالَ لَا أُحِبُّ الْآفِلِينَ فَلَمَّا رَأَى الْقَمَرَ بَازِغًا قَالَ هَٰذَا رَبِّي ۖ فَلَمَّا أَفَلَ قَالَ لَئِنْ لَمْ يَهْدِنِي رَبِّي لَأَكُونَنَّ مِنَ الْقَوْمِ الضَّالِّينَ فَلَمَّا رَأَى الشَّمْسَ بَازِغَةً قَالَ هَٰذَا رَبِّي هَٰذَا أَكْبَرُ ۖ فَلَمَّا أَفَلَتْ قَالَ يَا قَوْمِ إِنِّي بَرِيءٌ مِمَّا تُشْرِكُونَ إِنِّي وَجَّهْتُ وَجْهِيَ لِلَّذِي فَطَرَ السَّمَاوَاتِ وَالْأَرْضَ حَنِيفًا ۖ وَمَا أَنَا مِنَ الْمُشْرِكِينَ وَحَاجَّهُ قَوْمُهُ ۚ قَالَ أَتُحَاجُّونِّي فِي اللَّهِ وَقَدْ هَدَانِ ۚ وَلَا أَخَافُ مَا تُشْرِكُونَ بِهِ إِلَّا أَنْ يَشَاءَ رَبِّي شَيْئًا ۗ وَسِعَ رَبِّي كُلَّ شَيْءٍ عِلْمًا ۗ أَفَلَا تَتَذَكَّرُونَ وَكَيْفَ أَخَافُ مَا أَشْرَكْتُمْ وَلَا تَخَافُونَ أَنَّكُمْ أَشْرَكْتُمْ بِاللَّهِ مَا لَمْ يُنَزِّلْ بِهِ عَلَيْكُمْ سُلْطَانًا ۚ فَأَيُّ الْفَرِيقَيْنِ أَحَقُّ بِالْأَمْنِ ۖ إِنْ كُنْتُمْ تَعْلَمُونَ 

Quando Abraão disse a Ezra, seu pai: Tomas os ídolos por deuses? eis que te vejo a ti e a teu povo em evidente erro. Foi como mostramos a Abraão o reino dos céus e da terra, para que se contasse entre os persuadidos. Quando a noite o envolveu, viu uma estrela e disse: Eis aqui meu Senhor! Porém, quando esta desapareceu, disse: Não adoro os que desaparecem. Quando viu despontar a lua, disse: Eis aqui meu Senhor! Porém, quando esta desapareceu, disse: Se meu Senhor não me iluminar, contar-me-ei entre os extraviados. Quando viu despontar o sol, exclamou: Eis aqui meu Senhor!  Este é maior! Porém, quando este se pôs, disse: Ó povo meu! Não faço parte nenhum do que vós juntais (com Deus). Eu me consagro direito a Quem criou os céus e a terra.  Eu não sou um dos que colocam Deus em segundo lugar (mushrik). Seu povo o refutou. Ele disse (às pessoas): Pretendeis refutar-me acerca de Allah, se é Ele que me tem iluminado?  Sabei que não temerei os parceiros que Lhe atribuís. Salvo se meu Senhor quiser que algo me suceda. A onisciência do meu Senhor abrange tudo. Não meditais? Como hei de temer o que idolatrais, uma vez que vós não temeis atribuir parceiros a Allah, sem que Ele vos tenha concedido autoridade para isso?  Qual dos dois partidos é mais digno de ser tomado? Dizei-o, se o sabeis.

Al An’am 6:74-81

Vamos reconsiderar a expressão acima:

“..os fez testemunhar contra si próprios, dizendo: Não sou o vosso Senhor? Disseram: Sim! Testemunhamo-lo!”

Esta frase tem o mesmo significado que a seguinte expressão de Abraão:

“Foi como mostramos a Abraão o reino dos céus e da terra, para que se contasse entre os persuadidos.”

Abraão não estava satisfeito com o ídolo de seu pai. No entanto, ele ainda estava sob a influência de sua crença. Eles costumavam adorar corpos celestes e tomar estrelas e a lua como divindades. Abraão os observou e decidiu que eles não poderiam ser divindades, dizendo:

“Se meu Senhor não me iluminar, contar-me-ei entre os extraviados.”

O que ele chama de “meu Senhor” aqui é “Deus”. Deus era a maior divindade e os outros eram divindades menores. Embora ele tivesse dito isso, ele ainda estava sob a influência da crença errada da sociedade. Portanto “Quando viu despontar o sol, exclamou: Eis aqui meu Senhor! Este é maior!”

Quando o sol também desapareceu, ficou sem dúvida que não havia outra divindade além de Deus. Os parágrafos adiante mostram que a sociedade de Abraão também não tinha dúvidas sobre Deus e que eles não tinham uma base para deificar outros seres. Este é o caso comum já. As pessoas não servem a outras divindades porque acreditam que são deuses, mas porque não querem ser banidas da sociedade. Uma das palavras de Abraão sobre este assunto é:

وَقَالَ إِنَّمَا اتَّخَذْتُمْ مِنْ دُونِ اللَّهِ أَوْثَانًا مَوَدَّةَ بَيْنِكُمْ فِي الْحَيَاةِ الدُّنْيَا ۖ ثُمَّ يَوْمَ الْقِيَامَةِ يَكْفُرُ بَعْضُكُمْ بِبَعْضٍ وَيَلْعَنُ بَعْضُكُمْ بَعْضًاوَمَأْوَاكُمُ النَّارُ وَمَا لَكُمْ مِنْ نَاصِرِينَ

Ele lhes disse: Só haveis adotado ídolos em vez de Allah, por causa do amor entre vós, e consideração quanto a esta vida terrena. Eis que, no Dia da Ressurreição, negar-vos-eis e vos amaldiçoareis reciprocamente. Vossa morada será o fogo, e jamais tereis socorredores.”

Al Ancabout 29:25

[¹] Cafir (em árabe: كافر kāfir; plural كَافِرُونَ kāfirūna, كفّار kuffār ou كَفَرَة kafarah; feminino كافرة kāfirah) é um termo árabe (da raiz K-F-R “cobrir”) que significa “aquele que cobre a verdade”.

Posts

Most Viewed Posts