Islão e Alcorão
Ataques Muçulmanos às Caravanas de Mecca

Ataques Muçulmanos às Caravanas de Mecca

 

Ataques Muçulmanos às Caravanas de Mecca

 

Depois da migração para Medina de Meca, o Profeta Muhammad (saws) se instalou lá e atacou as caravanas a caminho de Meca e então as pessoas de Quraish começaram a lutar porque os muçulmanos foram longe demais. Este incidente está correto? Se assim for, desde que as caravanas foram atacadas, Muhammad e seus companheiros parecem culpados! No entanto, se este incidente não estava correto, quais razões causaram as guerras após a migração para Medina?

 

Em primeiro lugar, ao examinar eventos históricos, devemos considerar os assuntos relacionados com as suas razões e conseqüências como um todo, antes e depois. É crucial não abordar esses incidentes históricos de maneira indutiva. O Profeta Muhammad (saws) e seus companheiros, foram forçados a deixar sua terra natal e todos os seus bens apenas por causa de suas crenças religiosas; e alguns deles migraram para a Etiópia e alguns outros migraram para Medina.As pessoas de Meca não apenas expulsaram os muçulmanos de sua terra natal e capturaram seus bens, mas também forçaram os governadores e homens influentes da Etiópia e Medina e pressionaram politicamente sobre eles para não protegerem os muçulmanos que se refugiaram em seus países. 1

No Alcorão Sagrado, podemos encontrar as linhas vermelhas e as práticas a seguir nas relações com os não-muçulmanos:

“Allah nada vos proíbe quanto àqueles que não vos combateram pela causa da religião e não vos expulsaram dos vossos lares, nem que lideis com eles com gentileza e equidade, porque Allah aprecia os equitativos. Allah vos proíbe apenas entrardes em privacidade com aqueles que vos combateram na religião, expulsaram-vos dos vossos lares ou que cooperaram na vossa expulsão. Em verdade, aqueles que entrarem em privacidade com eles serão injustos. (Al Mumtahana | A Examinada 60:8-9)

De acordo com esses versículos, há três linhas que devemos considerar em nossas relações com os não-muçulmanos:

1- Se eles lutam com os muçulmanos devido a sua religião
2- Se expulsam os muçulmanos de suas casas
3- Se eles apoiam os que expulsam os muçulmanos de suas casas

É claro que as pessoas de Meca cruzaram todas essas três linhas.

Após sua migração para Medina, os muçulmanos estavam retaliando mecanos de Quraish proibindo (apenas bloqueando, não se apropriando) do transporte de suas caravanas, a fim de pressioná-los economicamente e controlá-los. 2

Portanto, narrativas sobre ataques muçulmanos a caravanas de Quraish em Medina devem ser consideradas normais, e é natural em termos de leis de guerra.

 

  1. Ibn Hisham, Sirat Ibn Hisham, p. 217 vd .; Ahmad b. Hanbal, v: 4, p: 198)
  2. Muhammad Hamidullah, Hazreti Peygamberin Savaslari (“Campos de Batalha do Profeta Muhammad” em turco), Yagmur Yayinlari, 4ª ed., P: 56)

Posts

Most Viewed Posts