Islão e Alcorão
Al Maidah 5/107

Al Maidah 5/107

Al Maidah 5/107

Se se descobre que as testemunhas cometeram pecado, duas pessoas mais adequadas para testemunhar do lado do que lhes prejudicaram[¹] os substituem e juram: “Por Deus, nosso testemunho é mais verdadeiro que o deles, nós não violamos direitos de ninguém. Se fizermos isso, certamente estaremos dos injustos.”

فَاِنْ عُثِرَ عَلٰٓى اَنَّهُمَا اسْتَحَقَّٓا اِثْمًا فَاٰخَرَانِ يَقُومَانِ مَقَامَهُمَا مِنَ الَّذ۪ينَ اسْتَحَقَّ عَلَيْهِمُ الْاَوْلَيَانِ فَيُقْسِمَانِ بِاللّٰهِ لَشَهَادَتُنَٓا اَحَقُّ مِنْ شَهَادَتِهِمَا وَمَا اعْتَدَيْنَاۘ اِنَّٓا اِذًا لَمِنَ الظَّالِم۪ينَ

Al Maidah 5/107
[¹] /dos próximos do morto

Se se descobre que ambos cometeram pecado de perjuro, então, que os substituam dois outros, dentre os que foram prejudicados pelos primeiros, e jurarão por Allah: "Em verdade, nosso testemunho é mais justo que o deles, e não cometemos agressão: por certo, nesse caso, seríamos dos injustos."
 (Dr. Helmi Nasr, 2015)
Se descobrirdes que aso perjuros, que sejam substituídos por outros dois parentes mais próximos das pessoas em questão[¹], e ambos jurarão por Deus deste modo: Nosso testemunho é mais verdadeiro do que o dos outros e não perjuramos, porque se assim fizermos, contar-nos-emos entre os iníquos.
 (Prof. Samir El Hayek, 1974)

[¹] Istahaca = merece ter algo (bom ou mal), atribuído a alguém; daqui a alternativa significativa: 
(1) que cometeu (pecado) ou foi julgado culpado (de pecado); 
(2) que tinha ou reivindicava direitos legais (de propriedade). O procedimento foi seguido, num caso vigente, durante a vida do Mensageiro. Um homem de Madina morreu no exterior, confiando a dois amigos os seus pertences, para que fossem entregues aos seus herdeiros estipulados, em Madina. Eles, contudo, retiveram em seu poder uma valiosa taça de prata. Quando isto foi descoberto, foram tirados juramentos daqueles que sabiam do fato, e a justiça foi feita.
Se for descoberto, depois, que são culpados de algum delito, serão substituídos por dois outros, mais íntegros; os dois jurarão por Deus: “Em verdade, nosso testemunho é mais verídico do que o deles e não transgrediremos: estaríamos então entre os iníquos.”
(Mansour Challita, 1970)
Mas se for descoberto que as primeiras dua são culpadas de usurpação pelo perjúrio então duas outras de entre aqueles que também sido, suprimidos de seus direitos apareceriam no banco de testemunhas e jurarão por Allah dizendo: “que seus testemunho é mais verdadeiro perante Allah e nós de modo algum temos estado de má fé: porque então, na verdade, nós seríamos injustos"
 (Iqbal Najam, 1988)
5- Sura Al Ma'idah

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

Most Viewed Posts