Islão e Alcorão
Ál Imran 3/45

Ál Imran 3/45

Uma vez, os anjos disseram: “Ó Maria! Deus te alvissara um Verbo[*], vindo d’Ele. Seu nome é O Messias, Jesus, Filho de Maria. Será honorável na vida terrena e na Derradeira Vida, e dos próximos de Deus[*¹].

اِذْ قَالَتِ الْمَلٰٓئِكَةُ يَا مَرْيَمُ اِنَّ اللّٰهَ يُبَشِّرُكِ بِكَلِمَةٍ مِنْهُۗ اِسْمُهُ الْمَس۪يحُ ع۪يسَى ابْنُ مَرْيَمَ وَج۪يهًا فِي الدُّنْيَا وَالْاٰخِرَةِ وَمِنَ الْمُقَرَّب۪ينَۙ

(Ál Imran 3/45)


[*] Esse “Verbo” é a ordem de Deus “Sê” (Al Imrân 3/47, 3/59). Essa ordem é a ordem para que Jesus seja formado sem um pai no ventre de Maria.

[*¹] Não deve atribuir inocência, ou seja, estar protegido do pecado, aos profetas. Deus , o Todo-Poderoso diz: 

 "Já te foi revelado, assim como aos teus antepassados: Se idolatrares, certamente tornar-se-á sem efeito a tua obra, e te contarás entre os desventurados.
 Por outra, adora a Deus e sê um dos agradecidos." (Zumar 39/65-66) 

Do versículo 84 de Surat al-An’am, depois de mencionar 18 profetas, incluindo Jesus, e se referir a seus ancestrais, descendentes e irmãos proféticos, se diz o seguinte:

"Essa é a orientação de Allah: guia com ela a quem quer, entre Seus servos. E, se eles houvessem idolatrado; haver-se-ia anulado o que faziam." (An'am 6/88)

Deus diz o seguinte em um versículo em que menciona Jesus e os anjos próximos dele:

 "O Messias não desdenha ser um servo de Deus, assim como tampouco o fizeram os anjos próximos (de Deus). Mas (quanto) àqueles que desdenharam a Sua adoração e se ensoberbeceram, Ele os congregará a todos ante Si.
 Quanto aos fiéis que praticarem o bem, Deus lhes retribuirá com recompensas e os acrescentará de Sua graça; quanto àqueles que desdenharem a Sua adoração e se ensoberbecerem, Ele os castigará dolorosamente e não acharão, além de Deus, protetor, nem defensor algum." (Nisa 4/172-173) 

Visto que esses versículos afirmam definitivamente que os profetas não são protegidos contra shirk, isto é, eles não têm o atributo de inocência.


Lembra-lhes de quando os anjos disseram; “Ó Maria! Por certo, Allah te alvissara um Verbo, vindo dEle; seu nome é O Messias, Jesus, Filho de Maria, sendo honorável na vida terrena e na Derradeira Vida, e dos achegados a Allah.
(Dr. Helmi Nasr, 2015) 

E quando os anjos disseram: Ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias*, Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus. 
(Prof. Samir El Hayek, 1974)

*Messias; a forma hebraica e árabe é Massih. Cristo (em grego Christos), que quer dizer “o ungido”. Os reis e os sacerdotes eram ungidos para que aquilo simbolizasse a consagração dos seus destinos especiais.


Quando os anjos disseram, ‘Oh Maria, Allah dá-te boas novas dc uma palavra vinda de Si; o seu nome será o Messias, Jesus, filho de Maria venerado neste mundo e no próximo, e daqueles a quem é concedida proximidade a Deus’
(Iqbal Najam, 1988)
3- Os Versículos de Ál Imran

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200

Most Viewed Posts