Islão e Alcorão
Al Maidah 5/6

Al Maidah 5/6

Al Maidah 5/6

Ó vós que credes e confiais! Quando vos levantardes para a oração, lavai o vosso rosto e as vossas mãos até aos cotovelos. Roçai as vossas cabeças e os vossos pés, até os tornozelos[¹]. Banhai-vos se estais junub. Se estiverdes enfermos ou em viagem, ou se um de vós chega de onde satisfazer a sua necessidade[²] ou se tiverdes relação com vossas mulheres[³] e não encontrardes a oportunidade de usar água[⁴], dirigi-vos a uma superfície pura[⁵] e roçai com ela os vossos rostos e as vossas mãos[⁶]. Deus não vos quer constranger mas quer purificar-vos e completar Sua graça para convosco[⁷]. Talvez, cumpris vossos deveres.

يَٓا اَيُّهَا الَّذ۪ينَ اٰمَنُٓوا اِذَا قُمْتُمْ اِلَى الصَّلٰوةِ فَاغْسِلُوا وُجُوهَكُمْ وَاَيْدِيَكُمْ اِلَى الْمَرَافِقِ وَامْسَحُوا بِرُؤُ۫سِكُمْ وَاَرْجُلَكُمْ اِلَى الْكَعْبَيْنِۜ وَاِنْ كُنْتُمْ جُنُبًا فَاطَّهَّرُواۜ وَاِنْ كُنْتُمْ مَرْضٰٓى اَوْ عَلٰى سَفَرٍ اَوْ جَٓاءَ اَحَدٌ مِنْكُمْ مِنَ الْغَٓائِطِ اَوْ لٰمَسْتُمُ النِّسَٓاءَ فَلَمْ تَجِدُوا مَٓاءً فَتَيَمَّمُوا صَع۪يدًا طَيِّبًا فَامْسَحُوا بِوُجُوهِكُمْ وَاَيْد۪يكُمْ مِنْهُۜ مَا يُر۪يدُ اللّٰهُ لِيَجْعَلَ عَلَيْكُمْ مِنْ حَرَجٍ وَلٰكِنْ يُر۪يدُ لِيُطَهِّرَكُمْ وَلِيُتِمَّ نِعْمَتَهُ عَلَيْكُمْ لَعَلَّكُمْ تَشْكُرُونَ

Al Maidah 5/6
[¹] Mash significa passar a mão em alguma coisa (Mufradat), Vide Sa’d 38/33. É entendido no versículo que a limpeza deve ser feita com as mãos molhadas durante a ablução, uma vez que aqueles que não conseguem encontrar água são obrigados a fazer tayammum. Roçar a cabeça é esfregar a cabeça com a mão molhada, e roçar o pé é esfregar os pés com a mão molhada até os tornozelos.

[²] O que traduzimos como ‘onde satisfazer a sua necessidade’ (الغائطَ = al-ghait) significa um lugar espaçoso e confortável (Lisan). Urinação, defecação e expelir gases podem ser feitas em tal lugar. O lugar onde uma pessoa dorme é também o lugar onde ela se sente confortável. O sono faz com que as articulações relaxem e enrijeçam. O sono faz com que as articulações relaxam e causam expelir gases. Por esta razão, a expressão ‘Quando vos levantardes para a oração’ no início do versículo significa tanto acordar de tal sono como levantar-se para orar quando se está junub ou sem ablação.

[³] Orgasmo que ocorre na relação sexual ou outros meios. 

[⁴] Se vós não estiverdes em condições de usar água (Mufradat, art. وجد ). 

[⁵] “Saîd صَعٖيدً” significa algo que atingiu o topo. A superfície externa da Terra (Kahf 18/8) e tudo na superfície são chamados de “saîd” (Kahf 18/40).

[⁶] A palavra árabe (يد = yed), que significa mão, refere-se a todo o braço, desde o ombro até a ponta dos dedos, de acordo com os dicionários. Esta situação pode ser vista nos versos Al A’raf 7/195 e Taha 20/22. Por esse motivo, ao descrever o ablução no versículo 6 de Al Maidah, é ordenado não apenas lavar as mãos, mas estender a área a ser lavada até os cotovelos, dizendo “lavai… as vossas mãos até aos cotovelos”. Além disso, como a expressão “até os cotovelos” não é usada para tayammum, que é descrito como “lavai o vosso rosto e as vossas mãos” nos versos de An Nissa 43 e Al-Maidah 6, nosso Profeta também enxugou as mãos até a sua pulsos e não enxugou até os cotovelos (Bukhari, Tayammum 3; Abu Dawud, Taharat 123).

[⁷] A expressão “Ele quer purificar-vos e completar Sua graça para convosco” no versículo indica que um novo decreto chegou. Visto que o tayammum mencionado neste versículo foi mencionado da mesma forma no versículo 43 de Nisa, e a ablução é apenas explicada aqui em detalhes, entende-se que esta nova provisão está relacionada a abluçao. Esta é a conversão da regra de “lavar os pés”, que existia na sharia anterior e que era seguida pelos muçulmanos até a chegada deste versículo, para ao roçar (mash). A expressão “Deus não vos quer constranger” também indica isso. Visto que é afirmado no versículo 106 de Al Baqarah, “Se ab-rogamos ou fazemos esquecer um versículo, substituímos um melhor ou um equivalente.”, esta situação constitui um exemplo de revogação com um melhor, tal como a facilidade do jejum (Al Baqarah 2/187).

Ó vós que credes! Quando vos levantardes para a oração, lavai as faces e as mãos até os cotovelos - e, com as mãos molhadas, roçai as cabeças - e lavai os pés até os tornozelos. E, se estais junub¹, purificai-vos. E, se estais enfermos ou em viagem, ou se um de vós chega de onde se fazem as necessidades, ou se haveis tocado as mulheres, e não encontrais água, dirigi-vos a uma superfície pura, tocai-a com as mãos e roçai as faces e os braços, à guisa de ablução². Allah não deseja fazer-vos constrangimento algum, mas deseja purificar-vos e completar Sua graça para convosco, para serdes agradecidos.
 (Dr. Helmi Nasr, 2015)

[¹] Cf. IV 43 n1.
[²] Cf. IV 43 n3.
Ó fiéis, sempre que vos dispuserdes a observar a oração, lavai¹ o rosto, as mãos e os antebraços até aos cotovelos; esfregai a cabeça, com as mãos molhadas e lavai os pés, até os tornozelos. E, quando estiverdes polutos², higienizai-vos; porém, se estiverdes enfermos ou em viagem, ou se vierdes de lugar escuso ou tiverdes tocado as mulheres, sem encontrardes água, servi-los do tayamum com terra limpa, e esfregai com ela os vossos rostos e mãos³. Deus não deseja impor-vos carga alguma; porém, se quer purificar-vos e agraciar-vos, é para que Lhe agradeçais.
 (Prof. Samir El Hayek, 1974)


[¹] Estas são condições essenciais para a realização do Wudhu, ou as abluções preparatórias para se praticar as orações, a saber: lavar todo o roso com água; as mãos, e os braços, até à altura dos cotovelos; fazer uma pequena fricção da cabeça com água (porquanto a cabeça é usualmente protegida e, portanto, comparativamente limpa); banhar os pés, e as pernas até à altura dos tornozelos. Em adição, seguindo a prática do Mensageiro, é comum lavar-se primeiramente a boca, a garganta e as narinas, antes de lavar o rosto etc..

[²] Comparar com o versículo 43 da 4ª Surata, e respectiva nota. A impureza cerimonial advém da contaminação sexual.

[³] Não consiste o Tayammum, ou o ato da higiene simbólica com areia ou terra limpas, quando a água não estiver disponível. Achamos que essa substituição é permitida tanto para o Wudhu, como para o banho completo nas circunstâncias mencionadas.
Ó vós que credes, cada vez que vos preparardes para rezar, lavai o rosto, as mãos e os antebraços, e limpai a cabeça e os pés até os tornozelos. Se estiverdes maculados, purificai-vos, e quando estiverdes doentes ou em viagem ou quando alguém de vós acabar de fazer as necessidades ou quando tiverdes tido relações com as mulheres e não encontrardes água, recorrei à terra limpa e com ela esfregai o rosto e as mãos. Deus não vos quer constranger mas purificar, e quer completar Seu benefício sobre vós. Possais ser agradecidos!
(Mansour Challita, 1970)
Oh vós que credes, quando vos levantardes para a oração lavai o vosso rosto, e as vossas mãos até aos cotovelos, e passai as vossas mãos molhadas sobre a vossa cabeça, e lavai os vossos pés até aos artelhos. E se não estiverdes limpos, purificai-vos por meio do banho. E se estiverdes doente, ou se estiverdes no decurso duma viagem enquanto não vos limpardes, ou se um de vós vier da retreta ou sc tiverdes tocado mulher, e não encontrardes água, servi-vos pó puro c com ele limpai o vosso rosto e as vossas mãos. Allah não deseja colocar-vos em dificuldade mas Ele deseja purificar-vos e completar o favor que vos concede, para que vós possais ser gratos. 
 (Iqbal Najam, 1988)
5- Sura Al Ma'idah

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

Posts

Most Viewed Posts