1 Al-Fátiha    2 Al Bácara    3 Al ‘Imran    4 An Nissá    5 Al Máida    6 Al An’am    7 Al A’raf    8 Al Anfal    9 At Tauba    10 Yunis    11 Hud    12 Youssif    13 Ar Ra’d    14 Ibrahim    15 Al Hijr    16 An Nahl    17 Al Isrá    18 Al Cahf    19 Máriam    20 Tá, Há    21 Al Ambiyá    22 Al Hajj    23 Al Muminun    24 An Nur    25 Al Furcan    26 Ach Chu’ará    27 An Naml    28 Al Cassas    29 Al Ancabout    30 Ar Rum    31 Lucman    32 As Sajda    33 Al Ahzab    34 Sabá    35 Fáter    36 Yá Sin    37 As Sáfat    38 Sad    39 Az Zúmar    40 Gháfer    41 Fússilat    42 Ax Xura    43 Az Zúkhruf    44 Ad Dukhan    45 Al Jássiya    46 Al Ahcaf    47 Mohammad    48 Al Fath    49 Al Hujurat    50 Caf    51 Az Záriat    52 At Tur    53 An Najm    54 Al Câmar    55 Ar Rahman    56 Al Wáqui’a    57 Al Hadid    58 Al Mujádala    59 Al Haxr    60 Al Mumtahana    61 As Saf    62 Al Júmu’a    63 Al Munaficún    64 At Taghábun    65 At Talac    66 At Tahrim    67 Al Mulk    68 Al Calam    69 Al Hácca    70 Al Ma’árij    71 Nuh    72 Al Jin    73 Al Muzzámmil    74 Al Mudáscir    75 Al Quiáma    76 Al Insan    77 Al Mursalat    78 An Naba    79 An Nazi’at    80 Ábaça    81 At Taquir    82 Al Infitar    83 Al Mutaffifin    84 Al Inxicac    85 Al Buruj    86 At Táric    87 Al A’la    88 Al Gháxia    89 Al Fajr    90 Al Bálad    91 Ax Xams    92 Al Láil    93 Adh Dhuha    94 Al Inxirah    95 At Tin    96 Al ‘Alac    97 Al Cadr    98 Al Bayinat    99 Az Zálzala    100 Al ‘Adiát    101 Al Cári’a    102 At Tacáçur    103 Al ‘Asr    104 Al Húmaza    105 Al Fil    106 Coraix    107 Al Ma’um    108 Al Cáuçar    109 Al Cáfirun    110 An Nasr    111 Al Mássad    112 Al ‘Ikhlass    113 Al Falac    114 An Náss

Al Bácara | A Vaca 2/158

إِنَّ الصَّفَا وَالْمَرْوَةَ مِنْ شَعَائِرِ اللَّهِ ۖ فَمَنْ حَجَّ الْبَيْتَ أَوِ اعْتَمَرَ فَلَا جُنَاحَ عَلَيْهِ أَنْ يَطَّوَّفَ بِهِمَا ۚ وَمَنْ تَطَوَّعَ خَيْرًا فَإِنَّ اللَّهَ شَاكِرٌ عَلِيمٌ

As colinas de Assafa e Almarwa 1fazem parte dos rituais de Deus e, quem peregrinar à Casa 2, ou cumprir a ‘umra 3, não cometerá pecado algum em percorrer a distância entre elas. Quem fizer espontaneamente além do que for obrigatório, saiba que Deus é Retribuidor, Sapientíssimo. (Al Bácara | A Vaca 2/158)

Exegese (Tafsir) de Al Bácara | A Vaca 2/158

Notas:

  1. A virtude da paciente perseverança na fé induz à menção de dois monumentos simbólicos dessa virtude. Existem dois pequenos montes, o de Assafa e o de Almarwa, agora absorvidos pela cidade de Makka, situados perto do poço de Zamzam. Aí, de acordo com tradições, Agar, mãe de Ismael, orou suplicando por água no deserto adusto e, levada pela sua afoita busca ao redor desses montes, teve respondidas as suas orações e avistou o manancial de Zamzam. Infelizmente os árabes idólatras haviam colocado ali um ídolo masculino e outro feminino, causando, com seus rituais grosseiros e supersticiosos, ofensa aos primitivos muçulmanos, fazendo com que estes experimentassem alguma hesitação em percorrer aquelas plagas durante a peregrinação.
  2. A Sagrada Mesquita: a Caaba, na sagrada cidade de Makka. Não é correto insinuarmos que a ordem, instituindo a Caaba como quibla, ab-rogue o versículo 115 desta, onde é asseverado que o Leste e o Oeste pertencem a Deus e que Ele é Onipresente. Isto é perfeitamente verdadeiro em todas as épocas, antes e depois da instituição da quibla.
  3. O Hajj é a peregrinação principal, cujos rituais acontecem durante os primeiros dez dias do mês de Dulhijja. A Umra constitui uma peregrinação menos formal e se dá em qualquer época do ano. Em ambos os casos suplicante peregrino começa por colocar sobre si uma vestimenta simples, de tecido, sem costura, dividida em duas peças, quando ainda está a alguma distância de Makka. A colocação dessa vestimenta peregrina (Ihram) caracteriza o simbolismo da renúncia às vaidades do mundo. Depois disto, e em todo o transcorrer da peregrinação, ele não deve usar outras roupas, não deve usar ornamentos, besuntar seus cabelos, usar perfumes, caçar, ou praticar outros atos proibidos. O complemento da peregrinação é simbolizado por rasparem as cabeças os homens, cortarem as madeixas de seus cabelos as mulheres, pelo abandono do Ihram a reposição das vestes comuns.