Surata Al Fátiha (A Abertura) – Basmala

Surata Al Fátiha (A Abertura) - Basmala

Surata Al Fátiha

Enviado para o profeta (nabi) Muhammad (ﷺ) em Meca e consiste em sete versos. Um verso apontando para este capítulo é:

وَلَقَدْ آتَيْنَاكَ سَبْعًا مِّنَ الْمَثَانِي وَالْقُرْآنَ الْعَظِيمَ

“Nós concedemos a você sete desses pares (mathani), (que são) o grande alcorão. (capítulo Fatiha)” (Al Hijr 15:87).

“Mathani = مثاني” é a forma plural de “mathna = مثنى” e significa “pares”. O Alcorão inclui versos muhkam (decisivos) e versos mutashabih (semelhantes) que explicam os versos muhkam, dando mais detalhes sobre eles. Existe uma relação dupla entre versos decisivos e semelhantes. A palavra árabe que indica essa relação é mathani. Fatiha significa “abertura”. Como o capítulo Fatiha, que é “A abertura” do Alcorão, está em dupla relação com todos os outros versos, é um resumo de todo o Livro. Todos os outros versos são explicações para este capítulo.

Auzu Billah

اَعُوذُ بِاللهِ مِنَ الشَّيْطَانِ الرَّجِيمِ بِسْمِ

Procuro refúgio em Deus, contra o Satanás, o apedrejado

Para ler o alcorão, não é ordenado a tomar ablução, mas ordenado a recitar “auzu billah”:

فَإِذَا قَرَأْتَ الْقُرْآنَ فَاسْتَعِذْ بِاللّهِ مِنَ الشَّيْطَانِ الرَّجِيمِ

“Quando leres o Alcorão, ampara-te em Allah contra Satanás, o apedrejado.” (An Nahl 16:98)

O que é comandado para nós quando recitamos quran é apenas “auzu billah”, “basmala” não é obrigatório. Quando uma pessoa lê o Alcorão ao entender, ele encontra o caminho certo e os versos constantemente criam o poder de se orientar para a beneficência. Uma vez que o satanás quer nos interferir com murmúrios, Allah quer nos refugiar nele para começar a recitar o alcorão.

فَإِذَا قَرَأْتَ الْقُرْآنَ فَاسْتَعِذْ بِاللّهِ مِنَ الشَّيْطَانِ الرَّجِيمِ

Não terás autoridade alguma sobre os Meus servos, porque basta o teu Senhor por Guardião.

Quando recitamos auzu, nos refugiamos na tutela de Allah e pedimos sua ajuda para entender a revelação e praticá-la em nossa vida.

É certo que Fatiha tem 7 versos por Surata Al Hijr, verso 87. Mas, é uma questão debatida se a basmala no início de Fatiha é verso ou não. A basmala na Surata Naml verso 30 é um verso do Alcorão. E as basmalas no início de cada suratas:

A. De acordo com Chafeítas e Hanbalítas, são os primeiros versos das suratas em que estão.

B. De acordo com Imam Malik,  foram colocados pelos os companheiros para separar as suratas, nenhum deles é um verso.

C. De acordo com alguns, é um verso, mas não é o primeiro verso da surata, mas é um verso próprio.

D. Somente a basmala no início de Fatiha é o verso dessa surata. As outras no início de outras suratas não são versos.1

A maioria não consideram a basmala como o primeiro verso. Aqueles que consideram a basmala como o primeiro verso, consideram “صِرَاطَ الَّذِينَ أَنْعَمْتَ عَلَيْهِمْ” como sétimo verso. Aqueles que não consideram a basmala como o primeiro verso, consideram “غَيْرِ الْمَغْضُوبِ عَلَيْهِمْ وَلَا الضَّالِّينَ” como sétimo verso.

Basmala

بِسْــــــــــــــــــــــمِ اﷲِارَّحْمَنِ ارَّحِيم

Pelo nome de Deus, o Graciosíssimo, o Beneficentíssimo

As palavras “ar-Rahmaan = الرحمن” e “ar-Raheem = الرحيم” na expressão “Bismi Allahi alrrahmani alrraheemi” são ambas derivadas da mesma raiz de “rahmat = رحمة”. “Rahmat” é “graça que concede beneficência e benção”. Quando usado como um atributo de Deus, o termo se refere apenas a “beneficência e benção”2. Traduzimos “rahmat” como “graça” em relação ao seguinte significado da palavra graça: “Dádiva concedida a alguém, independentemente de prévio merecimento”3

“Ar-Rahman” é “aquele cuja graça abrange tudo”. Porque este atributo pertence exclusivamente a Deus, a palavra “ar-Rahman” foi traduzida como “o Graciosíssimo”

A palavra “raheem = رحيم” significa “alguém que tem graça abundante (rahmat)”. É um derivado da palavra “rahm = رحم”, que significa “útero materno” em árabe. O útero de uma mãe é o lugar mais conveniente para um embrião ter suas necessidades atendidas. Deus confere vários benefícios aos humanos, assim como o útero de uma mãe faz em um embrião. Outras pessoas, além de Deus, também podem ter essa qualidade. O adjetivo “raheem” é usado no Alcorão enquanto se refere ao Mensageiro Muhammad (ﷺ). O Deus Todo-Poderoso ordena:

لَقَدْ جَاءَكُمْ رَسُولٌ مِنْ أَنْفُسِكُمْ عَزِيزٌ عَلَيْهِ مَا عَنِتُّمْ حَرِيصٌ عَلَيْكُمْ بِالْمُؤْمِنِينَ رَءُوفٌ رَحِيمٌ

“De fato, chegou para vós um mensageiro entre si. Ele está preocupado com vosso sofrimento, e afeiçoado de vocês. Para com os crentes, ele é compasso e benéfico ” “(At-Tauba 9: 128).

“Beneficente” significa “que beneficia ou que faz benefícios”4. Portanto, a palavra “ar-Raheem” foi traduzida como “o Beneficentíssimo”.

Representação

Algumas pessoas traduzem a basmala como “em nome de Deus”, não “pelo nome de Deus” (em nome de Deus, que é Rahmaan e Raheem), o que é absolutamente inaceitável. Quando é dito “em nome da pessoa fulana”, quer dizer “eu faço este trabalho para alguém, não para mim”. Para fazer algo em nome de alguém, essa pessoa deve dar uma autoridade que é chamada de representação. Não é possível que Deus dê a ninguém  a autoridade da representação.

وَمَا أَرْسَلْنَاكَ عَلَيْهِمْ وَكِيلًا

Não te enviamos como representante para eles. (Al Isra 17:54)

Neste verso Deus diz para o nosso Profeta Muhammad: “Você não pode me representar para as pessoas, bem como protegê-las contra mim”. A Representação é um dos principais conceitos do Islã e não existe represente entre Deus e o homem.

وَآتَيْنَا مُوسَى الْكِتَابَ وَجَعَلْنَاهُ هُدًى لِبَنِي إِسْرَائِيلَ أَلَّا تَتَّخِذُوا مِنْ دُونِي وَكِيلًا

Concedemos o Livro a Moisés, (Livro esse) que transformamos em orientação para os israelitas, (dizendo-lhes): Não tomeis, além de Mim, outro representante! (Al Isra 17:2)

Deus, o Todo-Poderoso  define o propósito de enviar a Torá inteira como “Não tomeis, além de Mim, outro representante!” e isso mostra como a questão da representação é importante em termos de unidade divina (tawhid). Em resumo, ninguém tem autoridade para representar Deus.

  1. Enciclopédia Islâmica da Fundação Religiosa Besmele, 5, p.529-532
  2. Mufradat, art. رحم
  3. michaelis
  4. michaelis
By |2018-03-07T22:39:33+00:0005/03/2018|Categories: Alcorão|
Este site usa cookies e serviços de terceiros. Ok