Islão e Alcorão
An Nissa 4/34

An Nissa 4/34

An Nissa 4/34

Os homens são responsáveis ​​por proteger e zelar por suas mulheres. Isso se deve ao fato de que Deus concedeu superioridades a cada um deles que não existem no outro[¹] e os homens despendem de suas riquezas[²] (para suas mulheres). As boas mulheres são aquelas que se submetem sinceramente a Deus e se protegem atentamente enquanto, também, ninguém vê-las[³] em troca da proteção de Deus[⁴]. Dizei palavras conciliativas à vossas mulheres de quem temeis a sua partida[⁵], afastai-vos delas na cama[⁶] e deixai-as em paz[⁷]. Se elas vos aceitam de coração[⁸], não busqueis outra forma contra eles. Deus é Altíssimo, Grande. 

اَلرِّجَالُ قَوَّامُونَ عَلَى النِّسَٓاءِ بِمَا فَضَّلَ اللّٰهُ بَعْضَهُمْ عَلٰى بَعْضٍ وَبِمَٓا اَنْفَقُوا مِنْ اَمْوَالِهِمْۜ فَالصَّالِحَاتُ قَانِتَاتٌ حَافِظَاتٌ لِلْغَيْبِ بِمَا حَفِظَ اللّٰهُۜ وَالّٰت۪ي تَخَافُونَ نُشُوزَهُنَّ فَعِظُوهُنَّ وَاهْجُرُوهُنَّ فِي الْمَضَاجِعِ وَاضْرِبُوهُنَّۚ فَاِنْ اَطَعْنَكُمْ فَلَا تَبْغُوا عَلَيْهِنَّ سَب۪يلًاۜ اِنَّ اللّٰهَ كَانَ عَلِيًّا كَب۪يرًا

An Nissa 4/34
[¹] Os homens são superiores em alguns assuntos e as mulheres são superiores em outros. Por causa dessa diferença, um completa as deficiências do outro. Por isso, uma das partes não deve cobiçar à outra.

[²] A responsabilidade de dar dote e a responsabilidade de sustentar a família (Al Baqarah 2/233; An Nissa 4/4, 24; At Talaq 65/6). 

[³] A proteção de Deus às mulheres, a obrigação de trazer 4 testemunhas (An Nissa 4/15, An Nur 24 / 4,6,13) para a pessoa que alega ter cometido adultério, a responsabilidade do homem pelo sustento da casa, que os direitos das mulheres em casamento e divórcio estão garantidos financeiramente com o dote.

[⁴] A palavra que traduzimos como “enquanto ninguém vê-las é “lil-ghayb = للغيب”, é estimado por “fî’l-ghayb = في الغيب”. O ghayb é usado para algo “não perceptível com os cinco sentidos”. O que é ghayb, não ouvido, que não é testemunhado, é invisível para as pessoas. São procuradas quatro testemunhas para a finalização do crime de adultério de mulheres (An Nissa 4/15). Então, com a expressão “lil ghayb” no versículo, menciona-se a situação sem testemunhas. Mulheres más podem tirar vantagem disso e cometer imoralidade. Mas as boas mulheres ficam longe deles porque se submetem sinceramente a Deus.

[⁵] A palavra que traduzimos como “partida” é “nushuz = نُشُوزً”. Ela significa que a pessoa se levanta um pouco onde se senta enquanto partir (al-Ayn). Um versículo é o seguinte:

“Ó vós que credes! Quando se vos diz: “Dai espaço.”, nas assembléias, dai espaço. Allah vos dará espaço no Paraíso. E, quando se diz: “Erguei-vos.” (nushûz), erguei-vos. Allah elevará, em escalões, os que crêem dentre vós, e àqueles aos quais é concedida a ciência. E Allah, do que fazeis, é Conhecedor.

Al Mujadala 58/11

 Quando a palavra nushuz é usada para o marido, significa “deixar a esposa, isto é, divorciar-se”. O versículo relevante é o seguinte:

“Se uma mulher teme da partida ou indiferença de seu marido, não há pecado para nenhuma das duas partes em se reconciliarem. O reconciliar-se é melhor. As almas são feitas propensas à insaciabilidade. Se vos comporteis bem e vos abstenhais de cometer erros, (sabei que) Deus está ciente do interior do que fazeis.”

An Nissa 4/128

Como este é o caso, a palavra nushuz será necessariamente usada neste versículo para significar “que a mulher deixa seu marido e que se divorciar”.

[⁶] O abandono que o homem deixa a esposa sozinha na cama permite que a mulher reveja sua decisão e a impede de engravidar do marido que deseja deixar. Durante esse tempo, o homem não pode mandar sua esposa para fora da casa. A regra de ficar em casa para mulher não é apenas aplicada no divórcio da mulher mas também no divórcio do homem (At Talaq 65/1).

[⁷]  O significado da raiz da palavra “darb = ضرب”, que significa “deixar em paz”, é “bater sobre algo” ou “fixar algo” (Mufradat). O significado deste verbo, que é usado para quase todos os trabalhos, varia de acordo com a coisa que é batida ou fixada (al-Ayn). Aqui, à palavra precisa dar o significado de que o homem deixa sua esposa sem divórcio após abandonar a cama, com uma expressão melhor, ele não perturba e manda de casa até que sua esposa tome uma decisão final. Porque a desistência da mulher de usar seu direito de divórcio só pode acontecer por seu livre arbítrio. A seguinte parte do versículo mostra isso.

[⁸] “Aceitar de coração” é o significado do dicionário de obediência na língua árabe. O oposto é ikrah (Mufradat). Fazer um trabalho como resultado de bater, é fazê-lo sob coerção. A coerção não existe no islã (Al Baqarah 2/256). A frase “se submeterem” que vem após o comando “darb” torna impossível dar o significado de “bater” à palavra. O único significado que pode ser dado a ela é deixar a mulher em casa que quer sair, não forçá-la a sair. Pois, Deus deu às mulheres o direito  o direito de se divorciarem de seus maridos como os homens (Al Baqarah 2/229).

Os homens têm autoridade sobre as mulheres, pelo que Allah preferiu alguns a outros¹ e pelo que despendem de suas riquezas. Então, as íntegras são devotas, custódias da honra, na ausência dos maridos, pelo que Allah as custodiou. E àquelas de quem temeis a desobediência, exortai-as, pois, e abandonai-as no leito, e batei-lhes². Então, se elas vos obedecem, não busqueis meio de importuná-las. Por certo, Allah é Altíssimo, Grande.
 (Dr. Helmi Nasr, 2015)

[¹] Entenda-se a primazia do homem, na sociedade mais propiciada pela força física e pelos encargos de que é investido, do que pelo grau de honra.
[²] Bater suavemente, cuidando de não atingir-lhes a face nem as partes sensíveis.
Os homens são os protetores das mulheres, porque Deus dotou uns com mais (força) do que as outras, e pelo o seu sustento do seu pecúlio. As boas esposas são as devotas, que guardam, na ausência (do marido), o segredo que Deus ordenou que fosse guardado. Quanto àquelas, de quem suspeitais deslealdade, admoestai-as (na primeira vez)¹, abandonai os seus leitos (na segunda vez) e castigai-as (na terceira vez); porém, se vos obedecerem, não procureis meios contra elas². Sabei que Deus é Excelso, Magnânimo.
 (Prof. Samir El Hayek, 1974)

[¹] No caso de altercação familiar, quatro medidas a serem tomadas, são mencionadas: talvez conselhos verbais ou admoestações sejam suficientes; se noa, as relações sexuais deverão ser suspensas; se isso não bastar algum leve castigo físico deverá ser ministrado, embora todas as autoridades sejam unânimes em deprecar qualquer espécie de crueldade; se nada disto der certo; é recomendado um conselho familiar (versículo 35 desta surata).
[²] O mau-humor, o queixume, o sarcasmo, o ato de falar um do outro na presença de outras pessoas, referindo-se a erros passados que deveriam ser esquecidos e perdoados, tudo isso é proibido. E a razão fornecida constitui a característica do Islam. Devemos viver toda a nossa vida como se estivéssemos na presença de Deus, Que está nas alturas, muito acima de nós, mas Que vela por nós.
Os homens são curadores das mulheres porque Allah fez com que um deles superasse o outro, e porque eles despendem da sua riqueza. De modo que mulheres virtuosas são as que são obedientes, e guardam os segredos de seus maridos com a proteção de Allah. E quanto aqueles de cuja parte vós receais desobediência, admoestai-os c deixai-os a sós nas suas camas, e castigai-os. Se eles então vos obedecerem, nada procurai fazer contra eles. Por certo, Allah é Alto e Grande. 
 (Iqbal Najam, 1988)
4- Sura An Nissa

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176

Most Viewed Posts