Qual é o veredicto islâmico sobre poligamia? Como estabelecemos poligamia corretamente?

Qual é o veredicto islâmico sobre poligamia?

Allah, Glorificado seja, diz:

“Se temerdes ser injustos no trato com os órfãos, podereis desposar duas, três ou quatro das que vos aprouver, entre as mulheres.  Se temerdes não poder ser equitativos para com elas, casai, então, com uma só, ou conformai-vos com o que tendes à mão (cativa, sob vosso controle). Isso é o mais adequado, para evitar que cometais injustiças.” (An-Nissá 4:3)

Os homens podem casar até quatro mulheres de acordo com nossa religião. Mas nenhum dos casamentos (nikah) pode ser realizado secretamente. Todos esses casamentos devem ser supervisionados se for o primeiro casamento da noiva. O supervisor pode ser um funcionário ou alguém da família da noiva. Casamentos que são realizados sem supervisão são nulos.

Anunciar o casamento também é necessário. Segundo uma narração de Muhammad Hatib al-Jumahi: O Profeta (ﷺ) disse:  “A distinção entre o que é legal e o que é ilegal é tocar o pandeiro em um casamento e anunciá-lo.” (Tirmidhi, Nikah, 6; Ibn Majah, Nikah, 20; Nasai, Nikah, 72)

Aisha narrou que o mensageiro de Allah (ﷺ) disse: “Anuncie os casamentos, conduza-os em locais lotados, como mesquitas, e toque os pandeiros para anunciá-los”. (Tirmizii, Nikah, 6)

A regra mais importante da poligamia é tratar as esposas de forma justa. Mais precisamente, fornecendo as mesmas oportunidades para cada uma delas. Porque Allah ordena:

“(…) Se temerdes não poder ser equitativos para com elas, casai, então, com uma só, ou conformai-vos com o que tendes à mão (cativa, sob vosso controle). Isso é o mais adequado, para evitar que cometais injustiças.” (An-Nissá 4:3)

Se o marido tiver dificuldade em fazer isso, ele deve pelo menos continuar cumprindo suas obrigações essenciais se ainda quiser manter a outra esposa. Allah, Glorificado seja, diz:

“Não podereis, jamais, ser equitativos com vossas esposas, ainda que nisso vos empenheis. Por essa razão, não negligencieis demasiadamente uma delas, deixando-a como se estivesse abandonada; se vos reconciliardes e temerdes, sabei que Allah é Indulgente, Misericordiosíssimo. “(An-Nissá 4:129)

O marido não precisa da permissão de sua primeira esposa para o segundo casamento. Não há nenhuma evidência sobre isso. No entanto, se a poligamia não for comum na comunidade que mora, a esposa terá o direito de se divorciar do marido sem devolver o mahr nesta situação. Então, é aconselhável que o casal fale sobre isso antes.

By |2018-03-24T17:26:05+00:0024/03/2018|Categories: Vida de Casado|