Difamação ao Islão Através da Retórica do Amor e de Deus no Cristianismo

Difamação ao Islão Através da Retórica do Amor

Hoje em dia, alguns missionários cristãos alegam que o Islão é baseado no temor de Deus, enquanto o cristianismo é uma religião de amor em que Deus ama todos sem diferenciar o bem e o mal. Assim, com o objetivo de alienar pessoas do Islão e promover o cristianismo.

No entanto, esses missionários ensinam errado porque eles não recitam seu Livro na sua totalidade. O que eles contam sobre Deus e o amor é um disfarce inteligente da verdade. Suas palavras sobre o Islão são enganosas.

De fato, o Islã e o Cristianismo são muito semelhantes na essência, porque ambos são de Deus, Único e Todo-Poderoso, assim como os outros ensinamentos divinos.

Em primeiro lugar, quando lemos a Bíblia, vemos que Deus ama aqueles que o amam e castigam os outros:

“Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirei do Egito, da terra da escravidão. Não terás outros deuses além de mim. Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor, o teu Deus, sou Deus zeloso, que castigo os filhos pelo pecado de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam, mas trato com bondade até mil gerações os que me amam e guardam os meus mandamentos.” (Deuteronômio 5/6-10)

Em outra parte, é escrito que Deus ama apenas as pessoas justas e ele odeia os ímpios:

“O Senhor está no seu santo templo; o Senhor tem o seu trono nos céus. Seus olhos observam; seus olhos examinam os filhos dos homens. O Senhor prova o justo, mas o ímpio e a quem ama a injustiça, a sua alma odeia. Sobre os ímpios ele fará chover brasas ardentes e enxofre incandescente; vento ressecante é o que terão. Pois o Senhor é justo, e ama a justiça; os retos verão a sua face.” Salmos 11/4-7)

A maneira de ganhar o amor de Deus é ficar longe do mal e fazer o bem:

“Desvie-se do mal e faça o bem; e você terá sempre onde morar. Pois o Senhor ama quem pratica a justiça, e não abandonará os seus fiéis. Para sempre serão protegidos, mas a descendência dos ímpios será eliminada; (Salmos 37/27-28)

Mais uma prova de que Deus ama a justiça e odeia a impiedade;

“O teu trono, ó Deus, subsiste para todo o sempre; cetro de justiça é o cetro do teu reino. Amas a justiça e odeias a iniquidade; por isso Deus, o teu Deus, escolheu-te dentre os teus companheiros ungindo-te com óleo de alegria. (Salmos 45/6-7)

Na Bíblia, o temor de Deus é aconselhado juntamente com a ênfase colocada no amor e Deus:

“Não explorem um ao outro, mas temam ao Deus de vocês. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês.” (Levítico 25/17)

“Desse modo vocês, seus filhos e seus netos temerão ao Senhor, o seu Deus, e obedecerão a todos os seus decretos e mandamentos, que eu lhes ordeno, todos os dias da sua vida, para que tenham vida longa.” (Deuteronômio 6/2)

“Temam o Senhor, o seu Deus, e só a ele prestem culto, e jurem somente pelo seu nome.” (Deuteronômio 6/13)

“O Senhor nos ordenou que obedecêssemos a todos estes decretos e que temêssemos o Senhor, o nosso Deus, para que sempre fôssemos bem-sucedidos e preservados em vida, como hoje se pode ver.” (Deuteronômio 6/24)

Jesus (a.s.) também pregou (para) pessoas temerem (a) Deus:

“Eu lhes digo, meus amigos: não tenham medo dos que matam o corpo e depois nada mais podem fazer. Mas eu lhes mostrarei a quem vocês devem temer: temam aquele que, depois de matar o corpo, tem poder para lançar no inferno. Sim, eu lhes digo, esse vocês devem temer.” (Lucas 12/4-5)

De fato, aprendemos nas Bíblias atualmente disponíveis que Jesus também temeu a Deus:

“Durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão.“ (Hebreus 5/7)

Um missionário verdadeiro e sincero pode ver que não há diferença entre as mensagens sobre o temor e o amor de Deus que encontra na Bíblia e no Alcorão. No entanto, alguns missionários escondem esta verdade e seguem uma maneira antiética de pregar o cristianismo.

Em dezenas de versos do Alcorão, o Deus Todo-Poderoso chama a atenção para Seu amor e infinita misericórdia. Ele convida a humanidade a se afastar de seus erros e praticarem o bem:

“Fazei gastos pela causa de Allah, sem permitir que as vossas mãos contribuam para vossa destruição, e praticai o bem, porque Allah aprecia os benfeitores.” (Al-Bácara 2/195)

“Que fazem caridade, tanto na prosperidade, como na adversidade; que reprimem a cólera; que perdoam o próximo. Sabei que Allah aprecia os benfeitores,” (Ál-‘Imran 3/134)

“São os que escutam a mentira, ávidos em devorar o que é ilícito. Se se apresentarem a ti, julga-os ou aparta-te deles, porque se te separares deles em nada poderão prejudicar-te; porém, se os julgares, faze-o equitativamente, porque Allah aprecia os justiceiros.” (Al-Máida 5/42)

“Qual! Quem cumpre o seu pacto e for piedoso, saiba que Allah aprecia os piedosos.” (Ál-‘Imran 3/76)

“Jamais te detenhas ali, porque uma mesquita que desde o primeiro dia tenha sido erigida por temor a Allah é mais digna de que nela te detenhas; e ali há homens que anseiam por purificar-se; e Allah aprecia os puros.” (At-Tauba 9/108)

Um dos lindos nomes de Deus mencionados no Alcorão é ‘Amabilíssimo’

“É o Remissório, o Amabilíssimo,” (Al Buruj 85/14)

De acordo com o Alcorão, Deus pune aqueles que fazem atos malignos e o desobedecem. Devemos ter em mente que ele não vai deixar os criminosos impune e, portanto, temê-Lo:

“Eis que Satanás sugere que temais os seus sequazes. Não os temais; temei a Mim, se sois crentes.” (Ál-‘Imran 3/175)

De acordo com o Alcorão, o amor sem fim é um dos atributos de Deus; Mas o amor infinito dele é atribuído aos Seus servos que o obedecem e fazem boas ações. Deus ama apenas aqueles que o temem. Eles o escutam, obedecem a ele e não seguem o diabo. Os seguidores do Diabo merecem o castigo. O Alcorão confirma os Livros que foram enviados antes, também através desses ensinamentos. Aqueles que se esforçam para disfarçar o Islã como uma religião de medo apenas tentam enganar as pessoas escondendo a verdade.

Vedat Yılmaz

By |2018-05-06T06:24:23+00:0006/01/2018|Categories: A Fé, Pesquisa|Tags: |