Como Se Paga o Dinheiro de Sangue

A pessoa que involuntariamente mata outra pessoa como e quanto ele deve pagar o dinheiro de sangue?

Como Se Paga o Dinheiro de Sangue

Allah diz o seguinte sobre matar alguém involuntariamente:

وَمَا كَانَ لِمُؤْمِنٍ أَن يَقْتُلَ مُؤْمِنًا إِلاَّ خَطَئًا وَمَن قَتَلَ مُؤْمِنًا خَطَئًا فَتَحْرِيرُ رَقَبَةٍ مُّؤْمِنَةٍ وَدِيَةٌ مُّسَلَّمَةٌ إِلَى أَهْلِهِ إِلاَّ أَن يَصَّدَّقُواْ فَإِن كَانَ مِن قَوْمٍ عَدُوٍّ لَّكُمْ وَهُوَ مْؤْمِنٌ فَتَحْرِيرُ رَقَبَةٍ مُّؤْمِنَةٍ وَإِن كَانَ مِن قَوْمٍ بَيْنَكُمْ وَبَيْنَهُمْ مِّيثَاقٌ فَدِيَةٌ مُّسَلَّمَةٌ إِلَى أَهْلِهِ وَتَحْرِيرُ رَقَبَةٍ مُّؤْمِنَةً فَمَن لَّمْ يَجِدْ فَصِيَامُ شَهْرَيْنِ مُتَتَابِعَيْنِ تَوْبَةً مِّنَ اللّهِ وَكَانَ اللّهُ عَلِيمًا حَكِيمًا

“Não é dado, a um crente, matar outro crente, salvo involuntariamente; e quem, por engano, matar um crente, deverá libertar um escravo crente e pagar compensação à família do morto, a não ser que esta se disponha a perdoá-lo. Se (a vítima) for crente de um povo adversário do vosso, impõe-se a libertação de um escravo crente; e se pertencer a um povo aliado, impõe-se o pagamento de uma indenização à sua família e a manumissão de um escravo crente. Contudo, quem não estiver em condições de fazê-lo, deverá jejuar dois meses consecutivos, como penitência imposta por Allah, porque Ele é Sapiente, Prudentíssimo.” (An Nissá | As Mulheres 4:92)

O dinheiro de sangue de matar alguém involuntariamente é 20 camelos de cada cinco tipos de camelos (20*5=100).

1- Binti Mehaz: 20 camelos fêmeas de dois anos da idade
2- Binti lebûn: 20 camelos fêmeas de três anos da idade
3- Hikka: 20 camelos fêmeas de quatro anos da idade
4- Jezea: 20 camelos fêmeas, cinco anos da idade
5- Ibn mehaz: 20 camelos machos de dois anos da idade 1

Hoje, calcula-se quanto custa de 100 camelos e é pago à família da vítima. Além disso, o jejum é necessário por dois meses.

Na época de nosso Profeta, seu valor era de 1.000 dinares, ou seja, 4,350 gr. ouro. Por essa razão, os livros do fiqh (jurisprudência islámica) dizem que 1.000 dinares serão suficientes como dinheiro de sangue. Se paga isso em parcelas ao longo de três anos.

  1. Ömar Nasuhi Bilmen, Hukuki İslamiye ve Istılahatı Fıkhiyye Kamusu, volume: 3, página: 48