Muitas vezes, não-muçulmanos e ateus me perguntam por que as esposas de nosso Profeta não podem se casar com ninguém e por que o Profeta Muhammad (ﷺ) se casou com Aisha quando ela teve nove anos. Tenho dificuldade em responder a eles. Como podemos responder isso?

Aisha-se-casou-com-o-Profeta-Muhammad-aos-nove-anos

Em primeiro lugar, recomendamos que você “Convoca (os humanos) à senda do teu Senhor com sabedoria e uma bela exortação; dialoga com eles de maneira benevolente.” (16:125). Há também algum tipo de pessoas que pretendem perturbar os crentes verdadeiros usando questões tão difíceis e converter do Islã. Eles não vão ouvir você quanto você tenta explicar. Seu dever é manifestar a verdade.

De acordo com o Alcorão, as esposas de nosso Profeta são as “as mães” dos crentes e está decidido que ninguém pode se casar com elas. Allah, Glorificado seja, diz:

“O Profeta é mais valioso para os fiéis do que eles, e suas esposas são suas mães.” (Al-Ahzab 33:6)

“Não vos é dado molestar o Mensageiro de Allah, nem jamais desposar as suas esposas, depois dele, porque isso seria grave ante Allah.” (Al-Ahzab 33:53)

Elas são declaradas mães dos muçulmanos e casar com a mãe seria grave para todos.

Embora a informação que é declarada como “Aisha se casou com o Profeta Muhammad quando tinha seis anos e tinha nove anos quando consumou o casamento” em alguns dos livros de hádice 1 e que “Aisha nasceu oito anos antes da migração” 2, vemos que essas narrações foram relatadas por Hisham ibn Urwah sob a autoridade do seu pai. Ele estava sempre nas cadeias de narração. No entanto, casos tão importantes e bem conhecidos deveriam ter sido relatados por mais de uma pessoa. Há vários comentários de estudiosos hádice sobre as narrações de Hisham que foram narradas no final de sua vida que não são aceitáveis e que ele sofreu amnésia em sua velhice.

No entanto, há mais evidências sólidas para provar que Aisha (ra) se casou com o Profeta Muhammad (ﷺ) quando estava entre 18 e 21 anos. Esta evidência se baseia em diferentes narrações, comparação e dedução lógica que vem da relação entre eventos históricos e também fontes históricas.  A evidência que mencionamos aqui é apresentada mais adiante neste artigo. Aisha entre 18 e 21 anos também está de acordo com o Alcorão. O seguinte versículo que enfatiza o significado da língua árabe deve ser considerado nesta matéria. Allah, Glorificado seja, diz:

“Jamais enviamos mensageiro algum, com a línguagem de seu povo, para elucidá-losenão . Porém, Allah permite que se desvie quem quer (se desviar), e encaminha quem Lhe apraz, porque Ele é o Poderoso, o Prudentíssimo.” (Abraão 14:4)

Havia uma noção como “idade de se casar” na língua do povo árabe. Essa noção declara as crianças que tem idade da puberdade e maturidade. Allah, Glorificado seja, diz:

“Custodiai os órfãos, até que cheguem a idades de se casarem.  Se porventura observardes amadurecimento neles, entregai-lhes, então, os seus patrimônios;” (An-Nissá 4:6)

De acordo com o Alcorão, um homem tem que dar mahr (dinheiro ou propriedades) à mulher com quem ele quer se casar. Isso também foi implementado na cultura árabe. A mulher também tem que satisfazer as condições (chegando à idade da maturidade) para poder receber esta propriedade livremente, de modo que ela possa se casar. Allah, Glorificado seja, diz:

“Concedei os dotes que pertencem às mulheres e, se for da vontade delas conceder-vos algo, desfrutai-o com bom proveito.” (An-Nissá 4:4)

De acordo com esses versículos, podemos entender que chegar à idade da  maturidade é um requisito para o se casar na cultura árabe. O casamento de Nosso Profeta com Aisha não causou fofocas naquele século; então Aisha deve ter tido idade de maturidade. Mesmo hoje, uma moça que chega à maturidade pode se casar com qualquer pessoa ela quiser.

Agora, vamos anotar a evidência histórica mencionada acima:

Segundo Abdurrahman b. Ebi Zinad el-Medeni, Ibn Kathir e Ibn Hajar, Asma, a irmã mais velha de Aisha, tinha dez anos mais que Aisha. É relatado em Al-Bidayah wa al-Nihayah de Ibn Kathir, bem como em Taqreeb al-Tehzeeb de Ibn Hajar al-Asqalani:

“Asma morreu em 73 A.H. que tinha cem anos. Ela era dez anos mais velha que a sua irmã Aisha.”

De acordo com isso, a Asma deve ter entre 27 e 28 anos durante a migração (al-hijrah), o que faz Aisha 17-18 na migração (em 622). É um fato conhecido que ela começou a viver com Muhammad (ﷺ) pelo menos dois anos após a migração. Então, Aisha deve ter entre 19 e 20 anos quando começou a morar com Muhammad (ﷺ). Essa é a evidência mais forte.

Há outra prova de que Aisha tinha pelo menos quinze anos quando começou a viver com o Profeta Muhammad (ﷺ):

Narrou Ibn ‘Umar: Que o Profeta (ﷺ)) inspecionou ele no dia de Uhud enquanto ele tinha quatorze anos, e o Profeta (ﷺ) não permitiu que ele participasse da batalha. Ele foi inspecionado novamente pelo Profeta (ﷺ) no dia de Al-Khandaq (ou seja, a batalha da Trincheira) enquanto ele tinha quinze anos, e o Profeta (ﷺ) permitiu que ele participasse parte na batalha. 3 Quando consideramos isto Aisha participou dos preparativos antes de Badr e da guerra de Uhud, e consideramos os deveres que uma mulher teria que cumprir na guerra, é evidente que Aisha deve ter pelo menos 16 anos durante a Batalha de Uhud, que é um ano depois que ela começou a viver com Muhammad (ﷺ).

De acordo com Kitab al-Tafsir de Bukhari, a própria Aisha diz que era uma menina jovem (jariyah) quando o Surata al-Qamar foi enviado 4

. As variações da narração incluem os textos dos versículos 45 e 46 da Surata al-Qamar. A Surata foi enviada oito anos antes da migração. Como uma criança não pode ser consciente de tal incidente, podemos inferir que Aisha esteve entre as idades 6-13 durante a revelação deste Surah. Considerando que ela tinha memorizado os dois versos do surah, a proximidade a 13 é mais lógica. Segundo isto, ela deve estar entre 14-21 quando ela se casou com Muhammad (ﷺ) (com a proximidade a 21 sendo mais lógico).

Imam Ahmad b. Hanbal relatou em seu Musnad: após o falecimento de Khadijah bint Khuwaylid, Hawlah Bint Hakim, esposa de Uthman Ibn Maz’un, veio ao Profeta e perguntou: ‘Ó Profeta de Allah, você gostaria de se casar?’ O Profeta perguntou: “Com quem?” Ela respondeu: “Você deseja uma virgem (bikr) ou uma mulher que tenha estado em casamento (sayyib)”. Quem é a virgem? “, Perguntou o Profeta. “Aisha, a filha da pessoa mais querido para você (ou seja, Abu Bakr)”

Em árabe, para que uma menina se chama ‘bikr = بكر’, ela deve, no mínimo, ter chegar a puberdade.

Também foi relatado por Imam Ahmad que Aisha se comprometeu com Jubair Bin Mutyim, que era filho de Al-Mutyim Bin Udai, que era um incrédulo, antes de se casar com o Profeta Muhammad (ﷺ). Abu Bakr, pai de Aisha, não concordou com este compromisso após o início da revelação, uma vez que aquela família era incrédula. Isso prova que Aisha nasceu antes do início da revelação, e que ela era uma menina em uma idade matrimonial, mesmo antes de seu casamento com o Profeta Muhammad (ﷺ).

  1. ver: Bukhari, Casamento, 38,39; Muslim, Casamento, 70; Tirmidhi, Casamento, 18; Abu Dawud, Casamento, 32; Nesa, Casamento, 29; Ibn Majah, Casamento, 13
  2. ver Bukhari 7.18, Sahih Bukhari Volume 7, Livro 62, Número 88, Sahih Bukhari 5.236)
  3. Livro de Expedições Militares liderado pelo Profeta (ﷺ) (Al-Maghaazi) _ Referência: Sahih al-Bukhari 4097; Referência no livro: Livro 64, Hádice 141; USC-MSA website (Inglês) referência: Vol. 5, Livro 59, Hádice 423 (esquema de numeração obsoleta)
  4. Yusuf bin Mahik narrou: Eu estava na casa de ‘ Aisha, a mãe dos crentes. Ela disse, ‘Aquela revelação:’ E a Hora (do Juízo) é uma promessa, e ela será mais grave e mais amarga. ‘ (54/46) foi revelado a Muhammad em Meca, enquanto eu era uma menina brincalhão.

    حَدَّثَنَا إِبْرَاهِيمُ بْنُ مُوسَى، حَدَّثَنَا هِشَامُ بْنُ يُوسُفَ، أَنَّ ابْنَ جُرَيْجٍ، أَخْبَرَهُمْ قَالَ أَخْبَرَنِي يُوسُفُ بْنُ مَاهَكَ، قَالَ إِنِّي عِنْدَ عَائِشَةَ أُمِّ الْمُؤْمِنِينَ قَالَتْ لَقَدْ أُنْزِلَ عَلَى مُحَمَّدٍ صلى الله عليه وسلم بِمَكَّةَ، وَإِنِّي لَجَارِيَةٌ أَلْعَبُ ‏{‏بَلِ السَّاعَةُ مَوْعِدُهُمْ وَالسَّاعَةُ أَدْهَى وَأَمَرُّ‏}‏

    Sahih al-Bukhari » Livro do comentário profético sobre o Alcorão (Tafseer do Profeta (ﷺ) USC-MSA web (Inglês) referência: Vol. 6, Livro 60, Hádice 399, Referência em árabe: Livro 65, Hádice 4876

By | 2018-03-07T23:04:25+00:00 02/01/2018|Categories: Mulher, Vida de Casado|