Democracia afirma que o estado de direito é pelo povo para o povo (basicamente as pessoas fazem halal ou haram), mas o Islã afirma que o estado de direito pertence a Allah. A democracia não é shirk?

Acreditar e apoiar a democracia é Shirk?

Nós não encontramos um tipo específico de governança no Alcorão ou no Exemplo do Profeta Muhammad (ﷺ). Cada um dos governos estabelecidos pelos Companheiros do Profeta Muhammad (ﷺ) tinham características diferentes das outras.

Por exemplo, Abu Bakr (r.a.) foi eleito pelos votos de um grupo de Companheiros. Omar (r.a.) tinha recebido o governo através do legado de Abu Bakr. Uthman (r.a.) foi eleito por um conselho criado pelo Omar. As circunstâncias exigiram que Ali (r.a.)  se tornasse o governante. Davi governou depois Saul e tornou-se rei depois dele. Salomão governou depois de seu pai, Davi, e Saul governou por ordem de Deus.

O que importa é ter um governo que estabeleça a segurança e a justiça, observe os direitos e liberdades e lute contra os problemas sociais. O tipo de governança pode ser determinado dependendo da situação e das circunstâncias.

Não há nenhuma razão que proíbe o presente do governo a ser escolhido por eleição. Portanto, a democracia é uma opção entre os tipos de governança. Em todos os tipos de governo, as leis são possíveis de ficar de acordo com as leis de Deus ou contra elas. A natureza humana (fitra) já é criada de acordo com o Islã. Todo tipo de governo estabelecido por seres humanos cuja criação natural não foi maculada pode governar de acordo com as regras de Deus.  No entanto, todo tipo de governo também pode ser abusado por pessoas maliciosas.

Hoje em dia, muitos dos chamados “países islâmicos” são governados de acordo com as leis que não são compatíveis com o Alcorão. Eles tiram das pessoas a liberdade de escolher suas crenças, ditam os cultos do Islã nos quais “não pode haver coerção 1 desprezam e privam as mulheres de seus direitos básicos, etc. Nenhuma dessas pressões existiu em nenhum dos governos estabelecidos pelo Mensageiro de Allah (ﷺ) ou seus Companheiros.

Consequentemente, a democracia e o voto não estão relacionados à crença, kufr ou shirk, mas é uma opção possível para a governança.

  1. Al Bácara 2: 256: “Não há coerção quanto à religião, porque já se destacou a verdade do erro.  Quem renegar o sedutor e crer em Allah, ter-se-á apegado a um firme e inquebrantável sustentáculo, porque Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.”